Comunicados de imprensa

Mares Circulares limpam praia de Faro

2019 11 04 mares circulares limpam praia de faro

04/11/2019

  • A iniciativa é aberta à comunidade e quem quiser participar pode inscrever-se enviando um mail para a Liga para a Proteção do Ambiente.

4 de Novembro de 2019. O programa 'Mares Circulares' volta este ano à Praia de Faro, na quinta-feira, 7 de Novembro, das 10h00 às 12h00. Está prevista a participação de voluntários da Escola Profissional Dom Francisco Gomes d´Avelar, Escola de Hotelaria e Turismo de Faro e da Universidade do Algarve para a Terceira Idade.

  • A iniciativa é aberta à comunidade e quem quiser participar pode inscrever-se enviando um mail para a Liga para a Proteção do Ambiente através do endereço electrónico: [email protected] (indicando nome e data de nascimento).

Além das intervenções nas praias e costa portuguesa, este Programa tem uma vertente de sensibilização ambiental. Nesse sentido, as instituições participantes na limpeza de Faro recebem formação sobre a problemática do lixo marinho e como chega às praias, a importância da reciclagem e da separação correta de resíduos, a necessidade do consumo responsável e do investimento na economia circular. A sensibilização ambiental e a coordenação da ação de limpeza em Faro são da responsabilidade da LPN – Liga para a Proteção da Natureza, Organização Não Governamental parceira do projecto “Mares Circulares” em Portugal. Esta acção conta com o apoio da Câmara Municipal de Faro e da Universidade do Algarve.

Este ano, o Programa 'Mares Circulares' já promoveu intervenções na costa de Viana do Castelo, na Caloura (Ilha de São Miguel), na praia de Galapos (Setúbal), Bom Sucesso (óbidos) Melides (Grândola), com a participação de mais de 2000 voluntários.

Estão ainda previstas acções de limpeza de praia e de sensibilização ambiental na Praia da Ponta dos Corvos (Seixal), Porto Santo (Arquipélago da Madeira), Praia do Aterro (Matosinhos), Praia dos Salgueiros (Gaia) e São Jacinto (Aveiro). 

Primeira edição de Mares Circulares 

O ano passado, na primeira edição deste programa de intervenção e sensibilização promovido pela Fundação Ecomar e pela Coca-Cola European Partners (CCEP), foram retirados cerca de 800 quilos de lixo de seis praias portuguesas e enviados para tratamento e reciclagem seletiva. O PET foi reeintroduzido na cadeia de valor, dando origem a novos materiais e embalagens dando uma segunda vida às embalagens e firmando o compromisso de circularidade desta iniciativa ibérica.

Como resultado do projecto, a Coca-Cola produziu este ano as primeiras garrafas no mundo fabricadas com material proveniente de plástico marinho e aptas para serem utilizadas em alimentação e bebidas. As 300 garrafas apresentadas este mês em Londres utilizaram 25% de plástico reciclado proveniente de praias e fundos marinhos de  Portugal e Espanha. Estas garrafas demonstram a capacidade das inovadoras e revolucionárias técnicas de reciclagem que permitiram transformar um plástico PET muito degradado em matéria prima de alta qualidade.

A nível ibérico, este programa contempla a intervenção e limpeza em mais de cem praias e ambientes aquáticos, num total de duzentos e setenta quilómetros de costa em colaboração de diversas ONG’s e com o contributo de milhares de voluntários de diversas instituições, associações e sociedade civil.

É um projecto global que pretende contribuir para uma mudança de mentalidade que permita criar soluções ambientalmente sustentáveis para o problema do lixo marinho, numa sociedade constituída por cidadãos mais informados e responsáveis.